Novidades

Localização actual:Fundação MacauAgenda de ActividadesAbertura das candidatura à Bolsa de Estudo “Uma Faixa, Uma Rota” - da Fundação Macau entre 1 de Março de 2019 e 17 de Maio de 2019

Abertura das candidatura à Bolsa de Estudo “Uma Faixa, Uma Rota” - da Fundação Macau entre 1 de Março de 2019 e 17 de Maio de 2019

28/02/2019 12:32:38

Esta Fundação vai iniciar o período de aceitação de candidaturas à <Bolsa de Estudo “Uma Faixa, Uma Rota” da Fundação Macau> referente ao ano lectivo 2019/2020. Todas as candidaturas dos estudantes de Macau, Guangdong, Fujian e dos países e regiões abrangidas pela iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, que preencham os requisitos de elegibilidade, serão bem-vindas. Esta Bolsa divide-se em dois tipos: “Bolsa de Estudo no Exterior” e “Bolsa de Estudo em Macau”. No que diz respeito à “Bolsa de Estudo no Exterior”, esta aceita oficialmente candidaturas no período compreendido entre 1 de Março de 2019 e 17 de Maio de 2019, com um total de 20 vagas, cujo a lista final dos bolseiros será divulgada na 1ª quinzena do mês de Agosto.

A iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, que envolve mais de 60 zonas económicas que estão enquadradas na Ásia, Europa Oriental, Médio Oriente e África, assenta na grande estratégia nacional que tem um importante significado para o rejuvenescimento da nação chinesa e promoção do desenvolvimento internacional mais pacífico. Macau localiza-se no ponto geográfico estratégico essencial à implementação da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, e é uma cidade importante na cooperação entre as regiões de Guangdong – Fujian – Macau, pois tem vantagens únicas que o princípio “Uma País, Dois Sistemas” oferece, para além das ligações muito estreitas e abrangentes com os Países de Língua Portuguesa e do Sudeste Asiático. A criação da Bolsa de Estudo “Uma Faixa, Uma Rota”, que se destina aos estudantes de Macau, Guangdong, Fujian e dos países e regiões abrangidos pela iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, visa promover a internacionalização e o desenvolvimento diversificado do ensino superior de Macau e o intercâmbio entre os estudantes das três cidades, de modo a preparar recursos humanos qualificados para a concretização dos objectivos conjuntos destas cidades que fazem parte da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Quanto à “Bolsa de Estudo no Exterior” os candidatos devem apresentar os seguintes requisitos: serem residentes permanentes da RAEM que estão no último ano do ensino secundário e pretendem frequentar um curso de licenciatura fora de Macau; serem cidadãos de Guangdong ou de Fujian e finalistas do curso de licenciatura ministrado por uma das instituições do ensino superior de Macau e que pretendam frequentar um curso de mestrado fora de Macau. Os bolseiros seleccionados serão aqueles que pretendem frequentar cursos em regime de frequência obrigatória e a tempo inteiro, numa das instituições do ensino superior de Portugal, Brasil, Malásia, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Camboja. O montante da bolsa a atribuir varia entre MOP60,000 patacas e MOP80,000 patacas consoante o país para onde vão estudar. 

A apresentação das candidaturas para a atribuição da “Bolsa de Estudo no Exterior” é feita mediante a entrega dos seguintes documentos: requerimento (em suporte papel e em suporte electrónico), documento de identificação, notificação da admissão ou o documento comprovativo da inscrição, documento comprovativo das notas obtidas nos últimos três anos lectivos, carta de recomendação e breve apresentação do curso a frequentar, entre demais documentos exigidos no respectivo Regulamento.

A selecção será feita com base na avaliação documental e entrevista, sendo o peso de cada uma destas componentes de 50% na nota final. Apenas os candidatos que obtenham nas fases de avaliação documental e de entrevista uma nota igual ou superior a 50, numa escala de 0 a 100, são seleccionados e a sua classificação é feita por ordem decrescente, ou seja, as bolsas de estudo serão atribuídas aos primeiros 20 candidatos melhor classificados, ficando como suplentes os 4 candidatos seguintes da lista dos melhores classificados. Os resultados da avaliação e selecção serão notificados aos candidatos, por escrito, no prazo de 15 dias úteis a seguir à data de conclusão da fase de entrevistas e a lista final dos candidatos seleccionados será divulgada no website da Fundação Macau.

Quanto à “Bolsa de Estudo em Macau” este ano a FM irá aceitar candidaturas dos estudantes recomendados por Portugal, Brasil, Malásia, Indonésia, Filipinas Tailândia e Camboja. O prazo desta recomendação é até ao dia 28 de Junho e as candidaturas devem ser recomendadas pela instituição de ensino ou pelos serviços competentes dos países de origem dos candidatos. Deste modo, os candidatos devem inscrever-se ou obter a admissão numa das instituições do ensino superior na RAEM e os cursos a frequentar são em regime de frequência obrigatória e a tempo inteiro. A selecção será feita através da avaliação documental apresentada pelos candidatos. Após este processo, os candidatos serão notificados, por escrito, dos resultados da avaliação e a lista dos candidatos seleccionados será divulgada no website da Fundação Macau em meados de Julho. Cada bolseiro irá receber MOP100.000 patacas por cada ano lectivo.

O Regulamento de Atribuição da Bolsa de Estudo “Uma Faixa, Uma Rota” da Fundação Macau para o ano lectivo 2019/2020 e o Boletim de Candidatura estão disponíveis nas instalações da FM e no website da Fundação Macau (www.fmac.org.mo). Os estudantes interessados que preencham os requisitos de elegibilidade podem entregar dentro do prazo estabelecido o boletim de candidatura e todos os demais documentos necessários à sua candidatura na Fundação Macau, sita na Avenida de Almeida Ribeiro, n.ºs 61-75, Circle Square, 7.º andar (horas de expediente: de segunda a quinta- feira, das 9H00 às 13H00 e das 14H30 às 17H45; à sexta-feira, das 9H00 às 13H00 e das 14H30 às 17H30). Para qualquer esclarecimento podem contactar através do telefone n.º 8795-0920 / 8795-0913 ou do email: db_info@fm.org.mo.